Juca Kfouri não desiste nunca

Juca Kfouri é um dos maiores jornalistas do Brasil. Literalmente. Com quase 2 metros de altura, decidiu que o basquete não era a sua praia logo depois que o time onde jogava levou uma surra de ninguém menos que o seu tão querido Corinthians. Melhor para o jornalismo.

O homem que descobriu a identidade de Carlos Zéfiro conta antigas histórias com o mesmo entusiasmo como se as tivesse vivido ontem. Inquieto, provou que uma publicação esportiva pode ser investigativa. Perfeccionista, mostrou que uma boa revista de mulheres nuas também se faz com entrevistas históricas. Ético, briga diariamente até hoje contra as injustiças da profissão com fôlego de menino.

Irrita-se quando fala de merchandising, inflama-se quando fala de liberdade de imprensa e se enche de orgulho quando fala dos filhos. Sem esconder a mágoa que ainda guarda por Pelé.

Falante, animado, sorridente, Juca recebeu o Jornal da ABI no seu apartamento/escritório no bairro paulistano de Higienópolis, numa tarde de feriado. Chegamos logo após o almoço. Saímos à noite. E com um gostinho de “quero mais.”

Leia AQUI a entrevista concedida a Celso Sabadin e Francisco Ucha e publicada originalmente no Jornal da ABI 364, de março de 2011.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s