Ricardo Kotscho: Meio século de reportagens

“Corria o mês de maio de 1976, eram umas três horas da tarde, momento em que o jornal começava a esquentar os motores para outra edição. ‘Ricardinho, dá uma lida nisso…’ Chamavam-me assim, no diminutivo, porque eu era um dos mais jovens da equipe de duzentos e tantos jornalistas, que usavam terno e gravata e…

Eliane Brum, a repórter do cotidiano

“A minha forma de me expressar é pela palavra escrita, especialmente pela reportagem. Sou repórter porque quero saber como as pessoas sentem as suas vidas. Em minha opinião, se existe algo importante para ser apurado é aquilo que dá sentido à vida das pessoas.” Essas frases explicam muito sobre a história da gaúcha Eliane Brum.…